Unificando gabinete local e central de forma estratégica

Todo parlamentar tem direito a um gabinete na Casa Legislativa, que é definido e estruturado de acordo com as regras de cada Casa. Além disso, é possível manter um gabinete local, em seu estado ou cidade, onde fica sua base e contato direto com os eleitores.

Na Câmara dos Deputados, por exemplo, os parlamentares podem contratar pessoas que irão trabalhar em Brasília ou no estado de projeção do(a) parlamentar. Quanto ao espaço, há a possibilidade de criação de um escritório no local de representação da pessoa parlamentar – que configura gasto de manutenção de escritórios em apoio à atividade parlamentar. Essa mesma lógica se estende aos deputados estaduais e a vereadores que tenham base territorial, enquanto as regras, por sua vez, se diferem em cada Casa Legislativa.

Manter um escritório local ou territorial é uma ótima maneira de aproximar o gabinete da população, tanto para compreender melhor as demandas, como para a prestação de contas; dessa forma, o público se sente próximo aos seus representantes. As iniciativas legislativas realizadas no gabinete central, a Casa Legislativa, devem ser apoiadas por eventos e ações no gabinete local, o território do(a) parlamentar. Da mesma forma, a equipe central pode apoiar as iniciativas das equipes locais.

Os benefícios são evidentes. Todavia, o grande desafio é coordenar os dois escritórios, tanto em termos de atividades quanto de recursos. Se não houver uma coordenação única, cada equipe pode seguir sua própria agenda e isso pode ser, além de ineficiente, uma potencial causa para tensões e conflitos. Se você já trabalhou de maneira remota – como enormemente aconteceu durante a pandemia – é possível que tenha preferência por algumas ferramentas para trabalhar eficientemente com pessoas que estão distantes fisicamente. Conforme boa parte das atividades parlamentares, a chave para a coordenação desses dois (ou mais!) escritórios também está em compreender bem os objetivos do mandato e coordenar o planejamento das atividades a partir disso.

Como garantir a coordenação dos dois gabinetes?

  • Compreender os objetivos do mandato;
  • Considerar a atuação local e central na construção do planejamento estratégico e na incorporação de novas atividades durante o mandato;
  • Estabelecer e manter uma agenda coordenada;
  • Delimitar com clareza as responsabilidades e atividades de cada equipe;
  • Estabelecer um ritual de reuniões entre os dois núcleos, a fim de alinhar o que está sendo feito por cada parte.

Quem Somos

Copyright © 2024 Legisla Brasil | Todos os Direitos Reservados